Close

Teatro Amazonas recebe Balé e Orquestra Jovem do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro

A apresentação vai ser no dia 16 de novembro, às 20h, com transmissão pelo Youtube e Facebook da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

No dia 16 de novembro, a partir das 20h, a segunda-feira será de superação no Teatro Amazonas, que abre as portas para apresentar ao público o Balé e a Orquestra Jovem do Liceu de Artes Claudio Santoro. O evento vai ser transmitido pelo Youtube e Facebook da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (@culturadoam). 

Segundo o secretário Marcos Apolo Muniz, o propósito é apresentar os espetáculos montados pelos grupos artísticos de dança e de música das unidades de Manaus.  

“Os alunos do Liceu não pararam por conta da pandemia e, sim, se reinventaram para continuar as atividades por meio das plataformas digitais. Agora, queremos mostrar esse resultado”, afirma o titular da pasta. 

Dança – Com repertório de Ezio Bosso e Philip Glass, o Balé Jovem vai trazer para o palco o espetáculo “O Grito”, com 20 minutos de duração e coreografia assinada pela bailarina Adriana Goes. O diretor artístico Baldoíno Leite explica que o tema remete ao momento complexo vivido no mundo.  

“O momento é oportuno para gritarmos ao mundo e afirmar o quanto a arte é necessária e importante para a humanidade. Passamos por um período em que toda a equipe do Balé Jovem teve que se reinventar, realizando aulas e ensaios remotamente, com bailarinos divididos em grupos para voltar aos ensaios presenciais, mas o resultado do trabalho está incrível”, comenta Baldoíno. “Vamos mostrar o nosso grito de muito trabalho, persistência e esperança de dias melhores para todos”, completa. 

A apresentação vai contar com 17 integrantes, entre eles Alicia Amorim, Bianca Ricci, Eduardo Reis, Eduardo Cunha, Edy Gusmão, Filadelfo Guterres, Franklin Samuel, Gabriela Taveira, Gabi Segadilha, Iamyle Rocha, Klaiverth Melo, Larissa Goes, Rafaela Cruz, Richardson Jimmy, Roberto Printes, Sophia Cardoso, Viane Freitas e Victor Ribeiro. 

Música – Já a Orquestra Jovem, em meia hora de concerto, vai exibir do erudito ao popular, entre os destaques estão o tema de Harry Potter, “Porto de Lenha”, de Zeca Torres e Aldísio Filgueiras; e “Tic Tic Tac”, do Carrapicho. 

A apresentação vai ser composta por Adiel Judá, Debora Souza, Elias Alves, Estefane Rodrigues, Fernanda Soares, Jacob Cavalcante, Jalille Loureiro, João Vitor Oliveira, Karen Carvalho, Letícia Azabo, Lucas Batalha, Maria Eduarda Castro, Miguel Barros, Miqueias Campos, Rebeca Souza e Lis Brandão, com Ronaldo Alves na monitoria e Elena Koynova como maestrina. 

“Tivemos um ano em que a pandemia ditou muitas coisas em nossas vidas e as atividades do Liceu foram desenvolvidas com os alunos, a maior parte, de forma on-line, com os instrutores se reinventando. De forma presencial, tivemos apenas os ensaios com os nossos grupos avançados, como é o caso do Balé e Orquestra Jovem Claudio Santoro”, comenta o maestro Davi Nunes, diretor da unidade Manaus. “Foi um desafio, trabalhamos com todos os procedimentos de segurança, distanciamento e higienização, máscaras, tivemos que nos adaptar e o resultado é muito positivo. A apresentação é a mostra do que desenvolvemos neste período, com muito carinho, amor e dedicação”. 

Protocolos – O Teatro Amazonas, administrado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, cumpre os protocolos de segurança para prevenir a transmissão da Covid-19, como distanciamento social de 1,5 metro, totens de álcool em gel em pontos estratégicos, funcionários treinados e com equipamentos de proteção, aferição de temperatura na entrada do espaço e limpeza e higienização do local. O uso de máscara é obrigatório. 

A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa está no Youtube, Instagram, Facebook e Twitter (@culturadoam) e no aplicativo Cultura.AM.

Manuella Barros
Da Secretaria de Cultura e Economia Criativa

EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish
Skip to content